9.1. O tipo de dados não primitivo array

O tipo de dados array permite

Podemos ter arrays de int, de boolean, de String, etc; na verdade, os elementos de um array podem ser de qualquer tipo de dados, primitivo ou não primitivo.

Em termos sintáticos, representamos o tipo de dados array de elementos do tipo T, para algum tipo T, por T[], ou seja, o nome do tipo T seguido de parêntesis retos.

Os exemplos seguintes são ilustrativos de declarações de variáveis do tipo array:

Como sabe, até serem inicializadas, estas variáveis têm um valor indefinido.

Como com qualquer tipo não primitivo, os valores a atribuir a estas variáveis têm que ser referências para objetos; neste caso os objetos serão arrays cujos elementos têm um tipo específico (int, boolean e String, respetivamente).

A criação de um array faz-se

As instruções acima têm como efeito:

A primeira instrução tem como efeito a criação de um array de inteiros com 4 elementos e a atribuição à variável notas de uma referência a esse array.

A terceira instrução tem como efeito a criação de um array de boolean com 3 elementos e a atribuição à variável permissoes de uma referência a esse array.

Na última instrução é criado um array de Strings com 6 elementos e uma referência a esse array é atribuída à variável nomes.

Se executar o programa seguinte, poderá verificar, na parte da representação da memória, a criação dos três arrays.

Se não experimentou executar o programa acima, pode ver ilustrada na figura seguinte a representação das variáveis notas, permissoes e nomes, cujo conteúdo são referências a arrays dos tipos correspondentes às definições.

Na representação que adotámos e que também é adotada nesta execução online,

Quando um array é criado, os seus elementos são inicializados com um valor que depende do seu tipo:

Repare que este programa cria os arrays mas não faz nada de útil com eles. Este é apenas um exemplo de declaração e inicialização de arrays. Tal como com qualquer variável, normalmente os programas usam arrays para armazenar valores em memória de modo a poderem ser usados sempre que necessário.

 

Podemos ainda criar um array indicando explicitamente quais os valores que cada um dos seus elementos vai tomar.

Exemplo:

A seguinte figura ilustra a representação da variável distancias.

 

Por analogia com a Matemática, também nos referimos aos arrays unidimensionais (mais sobre isto mais à frente) usando a designação de vetores.

 

 


 

Anterior: 9. Arrays

Seguinte: 9.2. Acesso aos elementos de um array