3.4. Revisitando variáveis

Agora que já sabemos como usar valores de três tipos diferentes, vamos aprender mais um pouco sobre declaração de variáveis, atribuição de valores a variáveis, acesso aos seus valores e utilização de expressões.

3.4.1. Declaração de variáveis

Para declarar uma variável num programa Java escrevemos uma instrução com a forma:

Tipo nome-da-variavel;

O Tipo pode ser um qualquer tipo de dados reconhecido pelo Java.

O nome-da-variavel deve ser sugestivo do significado que damos ao seu valor e deve seguir as seguintes regras de construção:

3.4.2. Atribuição de valor a uma variável

Para atribuir um valor a uma variável que já foi declarada escrevemos uma instrução com a forma:

nome-da-variavel = expressao;

Podemos escolher fazer a declaração da variável e a inicialização do seu conteúdo numa só instrução:

Tipo nome-da-variavel = expressao;

Em qualquer dos casos, a expressao deve ser uma expressão bem construída e o seu tipo (que é o tipo do seu resultado) deve ser compatível com o tipo da variável – não podemos, por exemplo, atribuir um valor do tipo String a uma variável do tipo int. O compilador não deixa, originando um erro de compilação.

Vários exemplos:

Repare na terceira instrução; é uma declaração múltipla. Quando queremos declarar mais do que uma variável do mesmo tipo, podemos fazê-lo numa única instrução. Devemos ter cuidado para que não diminuam a legibilidade – por exemplo, declarar várias variáveis que não têm qualquer relação, todas na mesma declaração só porque são do mesmo tipo, diminui a legibilidade.

Podemos também ter declarações com inicialização múltiplas. Por exemplo, a instrução

tem o mesmo efeito que as três últimas instruções acima.

Experimente executar "ao vivo"

3.4.3. Atribuições múltiplas

Podemos fazer mais que uma atribuição de valor a uma variável durante um programa. O efeito dessas novas atribuições é a substituição do valor que a variável tinha pelo novo valor.

O efeito destas instruções seria a impressão dos valores 12 e 19 no ecrã.

Podemos olhar para as variáveis como contentores de valores. Sempre que atribuimos um valor a uma variável estamos na verdade a alterar-lhe o conteúdo, ou seja, ao atribuirmos um novo valor a uma variável destruímos o valor que lá estava.

Experimente executar "ao vivo":

Embora as atribuições múltiplas sejam muito frequentes e úteis em programação, devemos usá-las com cuidado, pois o código pode ficar difícil de ler e os erros podem ser mais difíceis de detetar.

Uma variável num programa deve representar um determinado conceito e por isso não devemos mudar o seu significado ao longo do programa. Se declaramos uma variável para representar uma idade, não devemos, quando já não precisamos de manipular idades, usar a mesma variável para representar, por exemplo, pesos ou outro conceito qualquer.

 


Anterior: 3.3. Tipos de dados primitivos e (um cheirinho de) String

Seguinte: 3.5. Ainda as expressões